Trocar a senha

header_image
Busca Avançada
Resultados da sua pesquisa

Viver a Diáspora

Publicado em 15/07/2017 por Administrador

Na cidade de Ouidah, no Benin, existe um monumento chamado Porta do Não-Retorno, construído no porto onde milhares de africanos foram expulsos de sua terra, sua família, sua comunidade. Tombado pela Unesco, o local é um símbolo da maior tragédia da humanidade: um vão entre dois universos; um lugar e um não lugar; uma passagem para outra existência.

Esperava-se que, ao atravessar aquela porta, as pessoas deixassem suas identidades para trás, renegassem sua cultura. Mesmo com toda a violência e sofrimento, elas resistiram. Carregaram em seus corpos, memórias e valores hoje enraizados em diferentes cidades da diáspora africana.

Viver a Diáspora é sentir essas marcas presentes em cada destino onde aportamos. Carregamos em nós essa herança e a encontramos nos sorrisos, abraços e gestos de acolhida. Na beleza, na cultura viva das ruas nos quatro cantos do mundo. Viver a Diáspora é sentir: a urgência de ir além dos nossos limites e fronteiras, a expectativa no percurso de novas descobertas, a alegria de pertencer. 

Promover o reencontro entre essas referências, e acolhida à essas sensações, aproximando anfitriões e viajantes é o nosso compromisso.  Somos uma comunidade que partilha valores. Mais do que acomodações, nossa rede fomenta trocas, vivências sobre a herança dos povos africanos na construção social das mais diversas cidades do mundo – seja em Ouidah, berço yorubá, ou em Salvador, onde a tradição moldou parte da cultura. 

O reencontro com as múltiplas referências carrega uma simbologia política. É uma ação de enfrentamento ao racismo, que restringe a participação de negros nas plataformas de hospedagem. É transgressão de estigmas: expansão do que entendemos ser o ‘nosso lugar’. Uma estratégia para ressignifcar a contribuição histórica da população negra nas cidades, para fortalecer identidades individuais e promover o reconhecimento como comunidade.

Esta nova versão da plataforma amplia essa vocação simbólica, com novos conteúdos e funções, podendo ser acessada pelo celular ou computador. O objetivo é conectar viajantes e anfitriões dispostos a compartilhar vivências imersivas na cultura negra. Por isso, a plataforma também conta com a contribuição dos usuários para produção de conteúdos e relatos de viagem relacionados à cultura, história e memória das populações negras, valorizando o saber local.

Diáspora é movimento. Encontrar um lugar para chamar de nosso é o que todos buscamos no percurso de uma viagem, da formação profissional e também da afirmação racial. Todos aqueles que já ousaram transpor fronteiras – geográficas, culturais ou sociais – sabem a importância de um gesto de acolhimento durante estas travessias. Faça um gesto, faça parte!

#VivaDiaspora

Categoria: #VivaDiaspora, África