Redefinir Senha

Busca Avançada
Seus resultados de busca
4 de fevereiro de 2019

Vamos subir a Serra da Barriga!

Um dos espaços históricos mais importantes do Brasil, o Quilombo de Palmares, em Alagoas, ganhou novo status como destino turístico com roteiros narrados para celebração da memória negra do local. A primeira saída do tour Palmares In Loco acontece no próximo dia 23 de fevereiro, promovida pela Diaspora.Black em parceria com o Centro de Cultura e Estudos Étnicos Anajô.

A partir das 10h, o grupo sairá de Maceió em direção ao município de União de Palmares, a cerca de 100km da capital, em uma viagem de imersão. As inscrições estão abertas no site: http://bit.ly/PalmaresInLoco

Memórias de lutas, registros históricos e estórias apagadas da luta e dos habitantes de Palmares compõem o roteiro até o Parque Memorial Quilombo dos Palmares, embalado com música, gastronomia e referências da religião afro-brasileira.

Lideranças históricas e ativistas do Centro Anajô conduzem o público com explanações históricas, dinâmicas interativas e uma trilha pelos diferentes espaços do parque. O centro é uma das principais organizações do movimento negro alagoano e há mais de 30 anos atua pela preservação da memória de Palmares.

No Parque, foram reconstituídas edificações do Quilombo, como o Onjó de farinha (Casa de farinha), Onjó Cruzambê (Casa do Campo Santo), Oxile das ervas (Terreiro das ervas), Ocas indígenas e Muxima de Palmares (Coração de Palmares).

O roteiro inclui também o almoço no restaurante Baobá, um espaço encravado na Mata Atlântica, com gastronomia afro-indígena produzida com ingredientes da terra. E temperados com a sabedoria de Mãe Neide Oyá D’Oxum, uma das lideranças do movimento negro local.  

A partir de fevereiro, o roteiro terá saídas mensais e também sob demanda para grupos a partir de 4 pessoas. As vendas são realizadas pela Diaspora.Black, empresa de turismo de valorização da cultura negra. De acordo com a empresa, o destino é um dos mais requisitados pelos mais de 4 mil clientes.

“Oferecer este roteiro é um marco para a empresa. A procura do público é um indicador da importância do turismo direcionar seu olhar para a cultura e história da população negra. Além disso, é um orgulho contribuir com a preservação do parque e das memórias desses guardiões e parceiros do Anajô”, comenta Carlos Humberto Silva, CEO da Diaspora.Black.

Em abril, a empresa também promoverá a Expedição Palmares, uma excursão de São Paulo com turistas movidos pelo mesmo propósito: vivenciar o sentido de liberdade e resistência.