Redefinir Senha

Buscar Destino
Seus resultados de busca

Memória reconhecida

Espaços da história negra em São Paulo, como Pelourinho e Morro da Forca, foram sinalizados pela Prefeitura da cidade

Marcos e monumentos históricos das cidades são como uma representação das memórias que queremos contar para gerações futuras. Por isso é tão importante celebrar que, agora, a cidade de São paulo reconhece que tem seu Pelourinho!

O Pelourinho de São Paulo fica localizado onde hoje é a Praça Sete de Setembro, ao lado do Fórum João Mendes, no começo da Av. Liberdade. O local é um dos pontos visitados com a #CaminhadaSãoPauloNegra, realizada desde junho de 2018 pela BlackBird.

“Ao chegar nesse ponto, contamos que essa e outras memórias foram completamente apagadas da arquitetura da cidade, e que há uma decisão política de não lembrar desse fato triste da nossa história”, conta Guilherme Dias Soares, um dos guias da Caminhada.

O trabalho com a Caminhada foi determinante para o reconhecimento pela Prefeitura desse e de outros marcos da história negra. A BlackBird participou dos debates sobre as sinalizações, que incluem também o Morro da Forca, onde as pessoas escravizadas eram condenadas à morte; a primeira Igreja de Nossa Senhora do Rosário dos Pretos, na Praça Antonio Prado, que deu lugar à Bolsa do Café e à Bolsa dos Valores.

Parada da Caminhada na Praça Sete de Setembro, onde ficava localizado o Pelourinho
(Foto: Heitor Salatiel)

“Essa é, portanto, uma conquista de todos nós! Essa história é nossa e queremos ela presente para além da oralidade. Precisamos de livros, monumentos e placas, e vamos lutar para que eles virem realidade”, completa Guilherme Dias.

A Diaspora.Black se junta à celebração deste marco, e se orgulha do trabalho realizado pela BlackBird com a Caminhada São Paulo Negra! O tour já foi escolhido também uma das 7 iniciativas que mais transformam a relação dos cidadãos com a cidade! É imperdível e a próxima saída é no dia 8 de setembro! As inscrições já estão abertas!

#VivaDiaspora