Redefinir Senha

Busca Avançada
Seus resultados de busca
4 de outubro de 2017

Mulheres fortalecidas!

A primavera das mulheres chega à nossa casa em outubro! Recebemos a partir de hoje mais de 20 jovens mulheres negras de Recife, Brasilia e São Paulo para uma programação de intercâmbio, debates e encontros com diversos coletivos que atuam pelo empoderamento e protagonismo feminino!  Serão cinco dias de atividades com ativistas e jovens de diferentes organizações e movimentos sociais, reunidas no Rio para somar forças na luta contra o sexismo e o racismo!

A organização é do quilombo urbano Hub das Pretas, um coletivo que busca fortalecer coletivos de jovens negras e periféricas, assim como a formação de redes negras de articulação.  Também estão à frente da iniciativa, organizações como o Ibase, a Fase e a Criola, além da Agenda Jovem Fiocruz, que realiza no período o Encontro Temático Saúde, Racismo e Gênero: Mulheres Jovens Presentes!

As 20 mulheres serão recebidas na Casa Diáspora, no Rio, ponto de encontro, trocas e novas conexões para as ativistas. A proposta é permitir que o intercâmbio promova sinergias e facilite articulações entre as diferentes redes de mulheres, de modo a potencializar os impactos de suas ações locais.

“Temos a vocação de mobilizar e promover encontros de redes, sobretudo de mulheres, que constituem nosso principal público e foco da iniciativa, para garantir geração de renda e protagonismo dessas mulheres em suas comunidades. Com o intercâmbio, ampliamos o alcance e fortalecemos mais iniciativas”, resume o fundador da Diaspora.Black, Carlos Humberto Silva.

Durante a programação, as participantes do intercâmbio vão conhecer o coletivo Mulheres de Pedra, que atua na Zona Oeste do Rio, com atividades culturais, socioambientais voltadas para o empoderamento feminino. A proposta é ampliar o olhar das ativistas sobre as iniciativas feministas em atuação no Rio, fora do circuito tradicional de militância. A proposta partiu da Diaspora.Black, uma vez que a Casa das Mulheres de Pedra é um dos espaços que integram nossa rede e tem um trabalho reconhecido na comunidade.

Além da visita, as mulheres participam do Encontro na Fiocruz sobre saúde e gênero, com atenção à situação das jovens mulheres e suas demandas específicas de políticas públicas.  O encontro acontece no dia 6, no Campus Manguinhos da Fiocruz e é aberto a todxs interessados em participar!

A programação do intercâmbio ainda contempla sarau  das ativistas, visita a espaços culturais da cidade e um tour pelo roteiro da Herança Africana, no centro histórico do Rio. O tour inclui o Cais do Valongo, recentemente reconhecido como patrimônio da Humanidade pela Unesco, e outras referências da memória da população negra que resistem na região, a despeito do processo de gentrificação e especulação imobiliária.