Redefinir Senha

Juventude Afrolatina

Paises da America Latina Português, Espanhol e Inglês

Somos um grupo que vem refletindo e combatendo as múltiplas formas de manifestação de racismo as quais as populações negras estão sujeitas, sobretudo no impacto da garantia de direitos à vida e ao desenvolvimento de jovens negros e negras na América latina. Em países como o Brasil, que compõe a maior população negra da América latina e a segunda maior depois do continente africano, as juventudes negras estão nas posições mais desfavoráveis de expectativa de vida. Segundo a Anistia Internacional, anualmente 30 mil jovens são vítimas de homicídios, o que representa o equivalente a 82 jovens por dia, ou 7 a cada 2 horas. Entre os jovens mortos, mais de 90% são homens e 77% negros, segundo Mapa da Violência (2015). Esse enorme desequilíbrio nos dados de homicídios do país, aponta um verdadeiro extermínio da juventude negra, que ainda enfrenta outras formas de manifestações do racismos. A necessidade de combater o racismo não está somente na realidade brasileira e sim em todos os países da diáspora africana. Atentos a esse grande problema, ano passado a ONU estabeleceu o decênio dedicado aos afrodescendentes cujo um dos objetivos e promover o respeito, a promoção e a garantia de todos os direitos humanos e liberdades fundamentais aos afrodescendentes. Em toda a América Latina a população negra enfrenta dificuldades que tangem sua própria existência, em muitos países por menores que sejam, são publicamente colocadas como insistentes. O desafio de ser negro na América latina ainda hoje é muito grande e maior pode ser o desafio de ser um jovem negro. Desta forma, pretendemos contribuir para articulação de jovens negros, usando o áudio-visual como ferramenta de mobilização, formação e articulação politica.

Avaliações

.................0