Redefinir Senha

Busca Avançada
Seus resultados de busca
9 de janeiro de 2018

Seu apoio nos fortalece!

Fomos selecionados entre mais de 760 empresas para o primeiro programa de aceleração do Facebook no mundo!

Entre janeiro e junho, a startup ficará sediada no Estação Hack, espaço de inovação social da empresa, em São Paulo. No local, acontecem consultorias intensivas de empreendedorismo digital. A Diaspora.Black é a única focada na população negra. Atuando com o modelo de market place, a empresa aposta na vocação do turismo para o fortalecimento econômico do ecossistema de afroempreendedores  e a valorização da história e cultura da população negra.

Para garantir a participação, os empreendedores realizam uma campanha de financiamento coletivo, que irá arrecadar recursos para a manutenção dos sócios em São Paulo.  As contribuições podem ser feitas no endereço www.catarse.me/diasporablack. As contribuições podem ser feitas a partir de R$ 15, e o pagamento pode ser parcelado no cartão em até três vezes para contribuições acima de R$ 100.  A  meta da campanha é R$ 35 mil, referente à permanência da equipe em São Paulo por seis meses.

“Participar deste programa é uma conquista incrível mas também um desafio. Se empreender é difícil para qualquer jovem, para nós, negros, este desafio se soma às dificuldades cotidianas e limitações financeiras”, avalia o CEO da Diaspora.Black, Carlos Humberto Silva. “Passamos por validações de importantes aceleradoras, mas muitos investidores não enxergam o potencial dos negócios focados na população negra, que movimenta mais de R$ 1 trilhão por ano.”

Em operação desde julho, a rede está presente em mais de dez países com cerca de 1.500 usuários cadastrados. O primeiro serviço oferecido são acomodações compartilhadas em diversas cidades. A partir de 2018, a plataforma também incluirá  outros serviços, como agências de viagens, guias e roteiros, entre outros. Os usuários também têm descontos e vantagens na rede de estabelecimentos credenciados, promovendo a circulação econômica dentro da comunidade negra.

O modelo foi desenhado ao longo do último ano, com consultorias realizadas nos principais processos de aceleração do País, como o #Labora – Laboratório de Inovação Social, promovido pelo Instituto Oi Futuro em parceria com a Yunus Negócios Sociais. Em 2018, a empresa também será acompanhada por especialistas da AbeLLha e da Pólen – Polo de Inovação da Unisuam.