Categoria: afroturismo

Guia de Afroturismo em Brasília

Sem Ttulo

O manual também reforça a importância de "materializar narrativas, símbolos e monumentos afrocentrados no Brasil"

Foram mapeadas16 regiões com mais de 100 atrativos que valorizam a cultura negra, periférica, candanga e criativa no Distrito Federal e Entorno

Prontes para decolar? A agência Turismo Fora do Avião desenvolveu um mapa de afroturismo, com foco no Turismo Negro, Periférico e Criativo no Distrito Federal e Entorno! É imperdível!

Foram mapeadas16 regiões com mais de 100 atrativos que valorizam a cultura negra, periférica, candanga e criativa no Distrito Federal e Entorno! E o melhor, o guia está em contínua atualização, com colaboração dos viajantes e moradores, que podem enviar sugestões para a equipe responsável pelo guia!

Para acessar o guia, basta clicar aqui!

A iniciativa é liderada por Aline Karina, mestra em preservação do patrimônio cultural pelo IPHAN, bacharel em turismo pela Universidade de Brasília e CEO da plataforma Turismo Fora do Avião. "Somos pioneiras no afroturismo no DF e Entorno, e provamos isso por meio do nosso 1° Guia", conta a empresária.

O ponto de partida para a iniciativa foram os questionamentos: Onde estão as pessoas negras que construíram e vivem em Brasília? Onde estão os lugares de memória da cultura negra local? Essa reflexão levou à criação da Sebas Turísticas, que desde 2016 pesquisa e desenvolve ações de turismo de base comunitária na região de São Sebastião, uma das regiões administrativas de Brasília com grande importância para a construção da cidade.

Os primeiros roteiros foram realizados em 2017, quando visitou a olaria Vereda, um das olarias artesanais em São Sebastião importante ressaltar o protagonismo negro e periférico na região. O nome São Sebastião vem de um pioneiro negro: Tião Areia, que atuou na construção da cidade. Cerca de 90% dos tijolos utilizados na construção da capital federal vieram dessa produção em São Sebastião.

A turismóloga também tem desenvolvido também o Manual do Afroturismo, em rede e com colaboração de parceiros especiais, como Isabella Santos, da Sampa Negra, e Tania Neres, consultora e gerente comercial da Bahia Travel.

O manual define o afroturismo como "uma vertente do turismo cultural e busca visibilizar, enaltecer e potencializar os bens culturais materiais e imateriais que valorizam a cultura negra". O manual também reforça a importância de "materializar narrativas, símbolos e monumentos afrocentrados no Brasil", e destaca o turismo como uma "ferramenta de transformação social, afirmação da identidade negra e construção de políticas públicas no que diz respeito a conquista de direitos e garantias fundamentais para a comunidade negra".



Autor(a):
Postado em:

27/12/2022

Fale com a gente
Siga-nos
Segurança para você
Todos os dieitos reservados 2021 | Diaspora Experiência e Turismo LTDA      Política de Privacidade  |  Termos e Condições